vsports

Publicidade

Clássico dá empate em Alvalade

11 de Setembro, 2021 por vsports

Sporting e FC Porto empataram este Sábado a uma bola, no clássico da 5.ª jornada da liga Bwin, disputado em Alvalade. Jogo muito quezilento, com muitas faltas e cartões, Nuno Santos abriu o marcador logo aos 18 minutos, mas Luis Díaz, com um golo de belo efeito, acabaria por empatar aos 71′. Com este resultado, SL Benfica distancia-se na liderança do campeonato com 15 pontos, mais quatro que os seus rivais históricos.

Em três minutos Nuno Almeida mostrou três cartões, o que acabou por enervar os jogadores (e treinadores) desde muito cedo. O primeiro quarto de hora teve muitas paragens e disputas de bola, mas ao minuto 16 Nuno Santos colocou a equipa da casa na frente. O cruzamento foi de Porro, desvio subtil de Nuno Santos, a colocar a bola longe do alcance de Diogo Costa e dentro da baliza portista.

Corona teve a possibilidade de empatar no momento seguinte, mas o desvio de cabeça do mexicano foi ao lado da baliza de Adán.

Nuno Santos teve mais duas oportunidades para marcar, mas Diogo Costa, que esteve em grande plano, negou o bis ao jogador do Sporting.

Pouco depois da meia-hora o Sporting ficou a pedir penálti por falta de Pepe sobre Coates na área, mas o árbitro nada assinalou. Ainda assim, antes do intervalo Nuno Almeida voltou a puxar dos cartões. Um lance entre Otávio e Nuno Santos a resultar numa grande confusão entre Pepe e Feddal.

A segunda parte começou como terminou, com nova polémica. Desta vez o lance foi com Coates na área, Nuno Almeida não entendeu que o uruguaio tivesse sido empurrado por Mehdi Taremi e o jogo prosseguiu.

Aos 51′ Jovane viu mesmo o amarelo, por falta sobre Otávio, o brasileiro agora naturalizado português pediu a expulsão do adversário, por considerar ter sido agredido.

Com pouco jogo jogado, eis que aos 71′ Luis Díaz num momento de inspiração fez o empate. Cruzamento largo de Corona, o colombiano recebeu, puxou para dentro, tirou Porro e Neto da frente e rematou cruzado, sem hipótese para Adán.

Logo a seguir mais uma boa intervenção de Diogo Costa, que foi considerado o homem do jogo, tirou para canto o cabeceamento de Paulinho.

Nos últimos cinco minutos, Pepe caiu na área num lance com Matheus Nunes e ficou a reclamar penálti, e Toni Martínez, que tinha visto um amarelo pouco antes, foi expulso por entrada perigosa sobre Coates.

O jogo não acabou sem nova celeuma. Luis Díaz levou demasiado tempo a sair aquando da sua substituição no entender de Adán, gerou-se nova discussão e o guardião leonino também acabou amarelado.

PARTILHAR: