vsports

Publicidade

Liga dos Campeões: Sporting sofre derrota pesada

15 de Setembro, 2021 por vsports

No regresso à prova milionária, o conjunto de Rúben Amorim saiu goleado por 5-1 diante de um Ajax em ritmo de passeio.

A equipa leonina não podia ter início pior no jogo. Ainda muitos adeptos se sentavam no seu lugar e já Haller adiantava os neerlandeses no marcador. Ainda houve esperança para os homens da casa quando o árbitro aguardou pelo VAR por um possível fora de jogo. No entanto, o lance foi considerado legal e a equipa de Rúben Amorim partia em desvantagem desde os dois minutos.

Passados sete minutos novo balde de água gelada em Alvalade. Novamente os homens do primeiro golo, Antony na assistência, Haller a desviar para a baliza.

A equipa do Sporting parecia perdida em campo mas com o passar do tempo conseguiu equilibrar a partida e chegar a espaços à frente. Numa delas, Matheus Nunes, claramente o mais esclarecido dos leões, encontrou Paulinho na grande área e este rematou cruzado à baliza num lance onde o guarda-redes Pasveer não fica isento de culpas.

Com a esperança em chegar ao empate, a equipa leonina acabou por sofrer novamente. Antony, uma verdadeira dor de cabeça para Vinagre, assistiu Berghuis para o terceiro, resultado com que se chegou ao intervalo.

Para a segunda parte, Rúben Amorim lançou Matheus Reis e Sarabia nos lugares de Rúben Vinagre e Jovane Cabral.

A estratégia quase dava resultado uma vez que Paulinho ainda introduziu a bola dentro da baliza mas o lance foi anulado por fora-de-jogo do avançado leonino.

Como um azar nunca vem só, o Ajax chegou ao quarto golo. A jogada é tirada a papel químico com Antony na assistência e Haller a desviar. Na resposta, Porro atirou ao ferro numa noite que não foi claramente dos “leões”.

Sempre que o Ajax acelerava no terreno chegava com perigo e a verdade é que o quinto golo surgiu mesmo, com Haller a inscrever novamente o seu nome na lista de marcadores. Estavam decorridos 63 minutos de jogo.

Até final, destaque apenas para um remate de Porro ao poste. Os neerlandeses limitaram-se a gerir o jogo.

PARTILHAR: